Monster Prom: o date sim que te convida a ser seu pior eu e refletir sobre relacionamentos


Monster Prom é um visual novel criado por uma estúdio indie chamado Beautiful Glitch que fica em Barcelona. O jogo foi criado através de um kickstarter que tinha como objetivo arrecadar 8 mil Euros, porém conseguiu um total de 32 mil euros, com 1.592 pessoas apoiando!
Desde então eu estive obcecada com esse jogo! Obviamente como boa broke ass show girl que eu sou, nunca tenho dinheiro pra doar pros kickstarters que eu gosto, porém fico feliz em apoiar panfletando nas minhas redes sociais! Inclusive COMPREM EMOTION BY CARLY RAE JEPSEN ON ITUNES (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧
E do que se trata Monster Prom? Nesse jogo você assume um dos 4 personagens jogáveis que você pode nomear como quiser e ser tratado no pronome que mais te agrada, o que mostra a preocupação dos devs em criar uma experiência agradável a todas as pessoas. Os 4 personagens disponíveis também são monstros e cada um tem um estilo bem único.


Depois de escolher o personagem que melhor reflete sua personalidade vocês são jogados dentro da Spooky High, um lugar frequentado por outros monstros adolescentes (ou não rs), e seu trabalho é passar os seus dias participando de atividades e interagindo com os personagens. No fim da terceira semana, você deve escolher alguém para convidar para o baile. Simples né?

Logo de cara você é obrigado a fazer uma espécie de quizz maluco da Capricho, que vai determinar seu tipo de personalidade e quem você é na fila do pão. O teste tem perguntas absurdas como essa delícias anti aderentes aqui:


Na verdade essa questão é bem plausível... erm.


Esse quizz, cuja veracidade científica é a mesma dos testes do buzzfeed, é importante para mecânica principal do jogo, que gira em torno dos seus status. Em resumo, seus status definem se você vai ser compatível com a pessoa que você escolheu para ir ao baile de formatura com você.
E como upar suas habilidades? Participando de atividades da escola, claro!

Dica adicional: locais com o ícone de uma gata não ativam atividades da escola, mas te dão acesso à loja.
 Auditorium - Creativity
 Class - Smarts
 Library - Money
 Outdoors - Fun
 Gym - Charm
 Bathrooms - Boldness

Cada monstro tende a preferir dois status, porém em determinados finais secretos, é possível que o requerimento seja diferente. Isso garante o fator de replay do jogo, por que tentando diferentes coisas a cada gameplay, você pode desbloquear finais secretos!
Pra mim foi bem engraçado esse fator porque eu tendo a jogar todo VN pela primeira vez sendo sincera e fazendo as escolhas que eu quero. E logo de cara, eu peguei um final secreto, que é maravilhoso diga-se de passagem. AAAAAAAA

Agora que você sabe mais ou menos do que se trata o jogo, vamos dar uma olhada no que realmente interessa: seu par para o baile! (ou não rssss)


São seis opções de par (sete, se você contar com ir sozinho aaa), dentre eles nós temos:

 Miranda Vanderbilt: a lindíssima sereia que é basicamente a fuça da Pinky Pie do My Little Pony. Ela é a princesa do fundo do mar. Mas não princesa do tipo disney, se é que você me entende. A família dela é conhecida por ser o tipo de família real do game of thrones, apesar da Miranda odiar esse seriado.
 Damien LaVey: Se ele fosse um personagem de Boku no Hero Academia, ele seria a quenga desnecessária do Bakugou. Esse demônio é na verdade filho dos responsáveis por uma das partes do inferno e os pais dele esperam que ele tome o lugar deles um dia. O que o Damien não necessariamente quer..
 Scott Howl: Princesinho dos lobisomens, apesar da aparência grosseira, é um amor de pessoa (quer dizer, monstro). Ele participa das atividades de cheerleader da escola. O que falta de inteligência pra ele, sobra em carisma.
 Liam Lioncourt: Esse vampiro é basicamente a sua amiga hipster que odeia tudo que é modinha. Mas apesar da aparência de poucos amigos, ele é um tonto adorável.
 Polly Geist: Essa fantasma é a própria definição de deredere, ao mesmo tempo que eu tenho quase certeza de ter inspirado aquela letra da Ke$ha em que ela escova os dentes com Jack Daniels. Ninguém realmente sabe como ela morreu.
 Vera Oberlin: Górgona greedy do caralho que tem um talento nato pra ver oportunidades de ganhar dinheiro. Ela adora vogue e se considera feminista.

Entre os personagens os meus favoritos são o Damien, o Scott e por último a Polly. Como eu já consegui pegar os finais secretos do Damien, eu acabei gostando ainda mais dele. E por ter feito muitas replays na rota dele eu tive a chance de encontrar vários tipos de eventos relacionados a ele, o que me deu bastante conhecimento sobre o personagem. O que eu posso dizer é que cada um dos personagens tem várias camadas e toda vez que você descobre mais sobre a história deles, é muito fácil se apaixonar.


É importante lembrar que os devs do jogo tem como referência Rick&Morty, Archer, South Park, Man seeking woman, Master of None (inclusive esse seriado é muito bom, assistam!) e Scream Queens. Ou seja, o jogo em si não se leva muito a sério e às vezes você vai se ver entre duas opções completamente malucas! Algumas vezes nos replays que eu fiz por exemplo, a mesma resposta teve dois resultados diferentes, o que torna o jogo em si imprevisível e deliciosamente frustrante. Mas não se preocupe! Você sempre pode começar o jogo novamente. Por ter um gameplay curto, opções de 30 minutos ou 1 hora, Monster Prom é altamente re-jogável e toda vez que você joga a sensação é que você está sempre passando por coisas diferentes e encontrando novos eventos.

 

Numa sociedade em que os jovens e os adultos têm cada vez mais medo da rejeição e se limitam a muitas vezes conhecer parceiros através de uma tela de celular, julgando através de descrições e fotos, Monster Prom acaba sendo um jogo muito interessante, porque sendo bem sincera a chance de que você jogue e logo de cara tenha um resultado positivo é muito baixa. Que nem a vida real, eu acho. Desde que comprei o jogo, eu provavelmente falhei umas 5 vezes pra cada uma vez que eu consegui de fato conquistar o personagem que eu estava mirando em ser meu par. Mas diferentemente da vida real, cada uma das falhas me entreteve e me fez continuar jogando. A narrativa do jogo é tão divertida e única que nesses casos, na maior parte das vezes, o mais legal não era o resultado e sim a jornada até ele.

 

Eu obviamente não estou tentando tornar o jogo algo profundo sobre essa bosta que as pessoas têm repetido tipo papagaios de “amor líquido”, mas eu acredito que ele passe uma ideia muito legal sobre como os relacionamentos reais (e em outros visual novel) são muitas vezes levados a sério demais e são muito engessados. Os jogos do tipo date sim tendem a ser muito sérios e nos obrigam muitas vezes a agir de acordo com certas regras e caminhos específicos para conseguirmos o final desejado. Especialmente depois que eu comecei a jogar com mais frequência esse tipo de jogo, notei que muitas vezes as opções que refletiam a minha rebeliosa personalidade geralmente acabava muito mal, às vezes até com a minha personagem morta (sim, eu estou olhando para você amnesia). E sinceramente, isso é um saco. Jogar 20 horas de um VN pra pegar o pior final possível, que provavelmente vai te deixar chateada pelas próximas horas e questionando o que você está fazendo com sua vida.


É claro que Monster Prom não pode quebrar a forma completamente por que essa característica de “falta de liberdade” nas escolhas muitas vezes não é só reflexo da mentalidade da pessoa que escreveu, mas sim um sistema de mecânica de jogo que na programação faz todo sentido. Na vida real não. Então sempre vai haver uma métrica na qual você vai ter que ceder de forma a poder conseguir o final desejado, porém (e isso é muito importante pra mim) a ideia de que as opções sejam sempre divertidas e mesmo quando você está escolhendo algo por que acha que o personagem vai gostar, me agrada muito mais.

Num geral, o jogo me agradou bastante e me fez ficar triste de não poder ter ajudado quando o kickstarter surgiu. O jogo é bom, despretensioso, relaxado e uma perfeita caricatura do que os date sim se propõe a ser. Então se você gosta de monstros no melhor estilo Monster High (Mattel não me manda o boletinho por favor rs), date sim e jogos altamente re-jogáveis, Monster Prom é pra você.



Então é isso né piranhas, que nem o 2NE1 quando ainda existia rssss eu estou fazendo o meu comeback! Sejam gentis comigo. cofcof Eu tenho me preparado o melhor possível pra voltar a postar como sempre fazia. Será que vou conseguir? Continue acessando pra ver....... e aproveita e segue a gente já no instagram, twitter e feices. rs 

Gleice F.

A.K.A うさぎQUEEN. 24 anos, estudante de Gestão Empresarial. Fã de mahou shoujo, rap e jogos indies.

7 comentários:

  1. Que legal! Não conhecia esse joguinho. Parece bem divertido.

    - Conheça meus blogs:
    Blog Meu Baú de Estrelas
    Blog Bilhetes de Busan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse jogo é muito bom! Eu tava doida pra comprar e não me arrependi.

      Excluir
  2. Minina! Que comeback, viu! Arrazou. ������ Agora só quero money pra comprar esse jogo e jogar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaa eu acho que tem outros meios de jogar sem ter que pagar rsrsrs
      Mas é importante comprar assim que puder pra dar aquele apoio pro pessoal que se esforçou em criar o jogo! <3

      Excluir
  3. O jogo pareçe ser bue fixe!! pena que tenha que se comprar ele T _ T

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre dá pra encontrar na internet né... mas é muuuito importante comprar o jogo (se você tiver condições financeiras) pra apoiar o trabalho da equipe que se esforçou muito em criar um jogo agradável e inclusivo!

      Excluir
  4. Ótima avaliação como sempre! :)

    ResponderExcluir

O Otome TeaTime agradece sua visita! Não se esqueça de deixar um comentário falando o que achou, nós respondemos os comentários sempre que possível.

Você pode usar as seguintes formatações sem os espaços:
< i > Texto < / i > - Itálico;
< b > Texto < / b > - Bold;
< a href="LINK"> Nome do link < / a > Links.

ありがとう! ♥