A prova de que sou a criatura viva mais medrosa do mundo


Olar minna! Tudo bem com vocês? ≖‿≖

O motivo do atraso no post foi principalmente, o fato de não ter certeza sobre o que postar, então lembrei que estamos no mês de Halloween e esse evento que não acontece na minha terra (sou de Fortalcity e, infelizmente, as pessoas não saem na rua entregando doces e fazendo traquinagens </3) me trás muitas ideias ~ .

Uma coisa que tive vontade fazer foi encher esse post com gifs e imagens de Nightmare Before Christmans (porque sou super apaixonadinha por esse filme * ⌒ ∇ ⌒ *) e eu até fiz isso no começo só pra matar um pouquinho da vontade, depois eu assisti a animação pra acabar com ela de vez e, finalmente, consegui me controlar, por isso agora vocês só estão vendo duas imagens do longa. A verdade é que dessa vez vamos falar sobre os:

~ pausa para efeito dramático ~

Bonecas

E sim, gente, eu morro de medo de bonecas, tanto que era cheia de bonecas grandes aqui em casa que ganhei de presente da minha mãe e do meu pai. Bonecas como a Eliana e Amiguinha (bonecas que foram caríssimas na época) e dei todas porque não suportava dormir com aquelas coisas olhando pra mim todas as noites! Sério, toda vez que eu ia dormir eu tinha que tirá-las do quarto e colocar num lugar bem longe, de preferência no quarto dos meus pais, eu morria de medo de olhar pra elas e elas se mexerem ou olharem pra mim ou sei lá, pegar um faca na cozinha e vir me matar porque nunca se sabe, né?
Não sei quando foi que comecei a sentir isso, mas acho que filmes como O Boneco Assassino (terror da minha infancia) e Annabelle (que, detalhe, baixei hoje) ajudaram um pouco com isso. Hoje em dia só tenho alguns ursos no meu quarto e pode ter certeza que também olho super desconfiadas pra eles.
Ps.: Uma coisa interessante que aconteceu recentemente comigo (tipo, ontem) foi eu ter sonhado com as duas bonecas que eu dei. No meu sonho as duas estavam se mexendo e todo mundo achava normal, só eu ficava toda me tremendo de pavor. O meu maior medo era olhar nos olhos das duas, nem sei porque, mas tinha certeza que algo ruim aconteceria se fizesse isso (tururu).

Espelhos

Outra coisa que me apavora é um espelho. Não tem nem perigo de ficar sozinha em casa e passar por um espelho. Tenho tanto medo disso que sempre que entro no banheiro e, obviamente, vai ficar apenas eu e o espelho eu o cubro com uma toalha. Acho que o que me dá mais medo não é olhar para ele é o que vou encontrar atrás de mim se eu olhar pra ele, pode ser o cara do Pânico, os fantasmas da minha casa, as bonecas voltando para me assasinar, prefiro ficar sem saber e morrer na ignorância, obrigada.
Atrás de mim    


Como eu já falei acima eu morro de medo de encontrar algo esquisito ou assustador atrás de mim. Por isso, apenas em caso excepcionais me permito tomar banho sozinha em casa, sério, O-D-E-I-O. Sempre tenho a sensação de ter alguém atrás de mim quando estou com a cara cheia de espuma. Sem falar que você está super vulnerável, tipo peladona mesmo, a verdade é que nunca sei se prefiro viver e perder a dignidade (sair no meio da rua gritando feito louca) ou morrer com a dignidade intacta.

Fantasmas    


Nunca vi um fantasma de verdade, mas coisas estranhas acontecem, como a vez em que a luz do banheiro (do banheiro!) começou a acender e apagar sozinha bem rápido aqui em casa quando eu estava sozinha. Nesse dia eu olhei com o canto do olho pro banheiro e quase desfaleci no sofá — já tinha desistido mesmo —, mas é claro que eu não poderia morrer daquele jeito, sem pelo menos ter lutado (drama queen), então saí correndo por cima de sofá, porque eu achei que fosse bem mais rápido desse jeito, mas não é tá? A passagem estava apenas a três passos, sem falar que tive a impressão de que quebrei todas as veias da minha perna ao executar essa manobra radical. Achei que fosse tropeçar, arrancar a cabeça do meu dedo e se estatelar no chão (porque não confio muito em minha coordenação motora) e o tempo todo pensava: "eu não vou conseguir chegar na porta, eu não vou conseguir chegar na porta" e quando cheguei na porta "eu não vou conseguir abrir o portão, eu não vou conseguir abrir o portão" porque sou muito otimista. Pra quem estiver se perguntando, sim eu consegui abrir o portão e praticamente voei pra fora e quase atropelei o menino que estava passando na minha calçada que, por acaso, era um ex meu. Porque sim, essas coisas SÓ acontecem comigo.
Dormir com os pés pra fora da coberta   

Olha o que acontece quando você não usa os super poderes da coberta.
Acho que todos os medrosos de plantão conhecem os poderes especiais da coberta e a proteção que ela oferece para os nossos queridos pés. Posso tá morrendo e derretendo em cima da cama, porque aqui em Fortalcity ultimamente tem feito um calor de mil sóis juntos, mas não me desenrolo. Prefiro parecer uma múmia, porque sim eu pareço uma múmia quando durmo, preciso de pelo menos dois lençóis: um pra enrolar minha cabeça e o outro pra enrolar o resto do corpo e só deixo o nariz do lado de fora. Nada sexy, mas prefiro morrer cozida do que correr o risco de que alguma coisa, vítima de algum paranauê sobrenatural, ache divertido puxar meu pé.

Banheiros    


Acho que com todas as coisas acima vocês já devem ter percebido que sou meio paranoica com banheiros. Não tenho certeza, mas provavelmente tem muito haver com aquela história da Loira do Banheiro, quando criança eu adorava tentar a sorte junto com meus primos ao gritar o nome dela no banheiro e sair correndo (é isso que a falta do que fazer faz). Claro, nada nunca aconteceu, mas de alguma forma ela passou a me assombrar do mesmo jeito.
Debaixo da cama   


Vocês já perceberam como todas as coisas ruins parecem morar de baixo da cama? É, por isso que faço de tudo para não olhar para de baixo dela quando vou dormir, aliás, eu a inspeciono de manhã pra ver se nada de anormal resolveu morar lá de baixo, as vezes jogo até um salzinho ou água benta pra nenhum ser sobrenatural se sentir tentado ou achar o lugar confortável de mais.
Em cima do guarda roupa


Desde Invocação do Mal que comecei a ver o meu guarda roupa com novos olhos, por isso, fiz questão de colocar todas as minhas caixas de sapatos em cima dele para que não haja espaço pra ninguém e nenhuma criatura assustadora queira, por acaso, saltar por cima de mim enquanto eu estiver dormindo.

Dentro dos guardas roupas


Vamos combinar que eles não são nada confiáveis por dentro também. Poltergeist ta aí pra provar isso e, tá certo que não foi um filme do tipo assustador, mas isso só prova mais uma vez minha teoria de que coisas ruins gostam de se esconder dentro deles.

Enfim acho que são só esses. No começo iam ser apenas quatro medos porque não conseguia me lembrar dos outros, ao final acabou ficando um bocado, heim? Espero terem gostado porque passei uma noite em claro graças a esses benditos gifs. Então, alguém mais é tão medrosa quanto eu? <3



Daniele Costa

Sou uma viciada em livros e não me envergonho disso e o primeiro livro que comprei (e sim) foi Crepúsculo. Tenho 21 e seis gatos com nomes exóticos, amo livros, filmes, séries, animes, gatos, já falei livros? Enfim! Adoro romances, quase todos os meu livros são romances, e se você ainda estiver se perguntando, sim! Ainda sonho em encontrar meu sapo encantado, quer dizer, príncipe. Mas quem não sonha?

2 comentários:

  1. NÓS DUAS TEMOS OS MESMOS MEDOS BICHO

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaahuhuahuaha tenho todos esses mesmos medos! Principalmente na hora de fechar os olhos no banho pra tirar o shampoo huahua

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir

O Otome TeaTime agradece sua visita! Não se esqueça de deixar um comentário falando o que achou, nós respondemos os comentários sempre que possível.

Você pode usar as seguintes formatações sem os espaços:
< i > Texto < / i > - Itálico;
< b > Texto < / b > - Bold;
< a href="LINK"> Nome do link < / a > Links.

ありがとう! ♥