Pensamento: Maria-cosplayer e João-pompom


Tenho uma presença ativa no mundo dos animes e dos games. Aliás, mesmo quem não é, já percebeu que ouve-se muito as falas:

  • Queria tanto uma garota gamer;
  • Queria tanto uma Otome;



Ignorando o fato dos rapazes que falam isso e no fim destratam as meninas de um jeito ou de outro - isso é um assunto bem interessante para um próximo texto - me peguei lendo uma chuva de desejos desses garotos. Automaticamente, comecei a pensar que eles empurram suas preferências para nós mulheres e nós tentamos atender suas expectativas da melhor forma possível. E nós, temos preferências?
A verdade é que somos julgadas nas duas vias: quando eles selecionarão nossas preferências e quando nós temos as preferências.


"Uh? Como assim?"
Se um rapaz tem preferências por professoras e sempre sai com uma, como ele é chamado? De nada. Mas as meninas são nomeadas de "Marias", pseudônimo dado a interesseiras. Então, quando escolhemos preferências, assim como eles, somos chamadas de:

  • Maria-chuteira;
  • Maria-jaleco;
  • Maria-shampoo (meninas que tem preferência por rapazes de cabelos compridos);
  • Maria-mouse (meninas que tem preferência por gamers);
  • Maria-cosplayer;
  • Maria-farda;
Engraçado que eu nunca ouvi chamarem de nada um amigo meu que sempre saia com mulheres mais velhas que ele, sendo ele 16-18 e as moças acima dos 32. Também nunca ouvi falar de um termo para quem quer namorar garotas gamers ou otomes.



Eu já havia pensado sobre isso, mas acabaram rindo de mim quando eu, ao ouvir a primeira vez o termo maria-chuteira, perguntei de forma sincera "e garoto que fica com garota de torcida é o que? João-pompom?". 
Em um primeiro momento eu não entendia porque mulheres eram taxadas de marias e homens não eram taxados de joão. Aliás, até hoje não entendo o porquê, mas aprendi logo que a regra era clara: apenas mulheres são criticadas por seus interesses.

"Entendi sua linha de pensamento, onde quer chegar?"
Sinceramente, a lugar nenhum. Isso é apenas uma semente que lanço sobre a terra, esperando para ver se alguma alma caridosa vem regar com ideias de "o que fazer sobre isso". 

Não que seja algo realmente relevante ou urgente, mas irrelevante também não é, afinal, é uma propagação de um preconceito mascarado onde nós somos vistas como interesseiras e eles são vistos como "preferências".


Minto, confesso ter um pouquinho de pressa sim, pois postagens como a de cima estão começando a me irritar.

O que eu também gostaria que as meninas começassem a pensar é se realmente vale a pena tentarmos ficar nos adaptando ao que eles querem. De forma sincera, ferre-se o que eles gostam ou deixam de gostar.





Paty Berezowski

8 comentários:

  1. Muito bem pontuado Paty!!! Mais uma dessas regras absurdas que só vale para um dos gêneros, isso é tão irritante!

    Outra coisa que nunca entendi: "mulher gostar de dinheiro" é mega errado, nossa como ela é interesseira e safada. Mas homem que só se importa com aparência tá super certinho.... e.e

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa do mulher gosta de dinheiro é muito imbecil, aliás, principalmente se vem acompanhada de "quem gosta de homem é viado, mulher gosta é de dinheiro". Alguém avisa aos little friendos que se sexualidade fosse opcional, ninguém ia gostar de homem e que tem mta mulher rica pra gente pegar.

      Ps: sou casada, hetero, monogâmica.

      Excluir
  2. O que me incomoda bastante é que tudo que falamos é usado contra nós e por essas palavras somos tachados de uma coisa ou de outra. Não só pelos nossos atos, mas pelo que falamos também somos condenados :'(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a questão de que esperam que o homem transe com todas, mas que a mulher seja virgem. Sorry sociedade, thats impossible.

      Excluir
  3. Yoo!
    Gostei do post, e concordo com sua opinião, independente do que fazemos acabamos sendo tachadas de alguma forma, e quanto aos homens? que estão sempre no "ah eu só fico com garotas de tal tipo", se eles falam isso ninguem acha estranho, estranho seria não falar, mas se falamos isso adjetivos é o que não falta para nós.
    Infelizmente é assim.

    Kissus <3
    Yume no Hana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca vou esquecer de quando eu era mais nova e ouvi o pai de uma amiga dizer que ela devia chegar em casa as 8, quando ela questionou porque o irmão dela podia chegar mais tarde, ele replicou na lata "Porquê ele é homem".
      Homem pode, nós não. Por quê? Porque não somos homens. #coisaimbecil

      Excluir
  4. Eu acredito q ñ chamam os homens desses apelidos idiotas pq é normal para a nossa sociedade pensar q fetiche e preferências são coisas naturalmente masculinas. Quando uma mulher tem uma preferência ou fetiche, geralmente ela não é levada a sério e usam isso como uma piada.
    Por exemplo, na minha sala, um garoto estava falando de uma menina que é rica e que ele tava gostando. Imagina só o que ele falou? Que ela era perfeita para ele pq ela é rica e ele não precisaria SUSTENTÁ-LA como aquelas 'putas' que casam com homens velhos e ricos.
    Se a mulher tem preferência por homens mais velhos, DEIXA ELA TER!ISSO NÃO TEM A VER COM A SUA VIDA!!!!
    E o pior é que estávamos em um grupo onde SÓ ele era menino e as meninas estavam rindo e fazendo piada.
    Desculpa, dei uma desabafada aqui :p

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica super a vontade pra desabafar, amo!
      D: E eu acho que tinha fechado o tempo na hora, eu sempre pago de "chata".

      Excluir

O Otome TeaTime agradece sua visita! Não se esqueça de deixar um comentário falando o que achou, nós respondemos os comentários sempre que possível.

Você pode usar as seguintes formatações sem os espaços:
< i > Texto < / i > - Itálico;
< b > Texto < / b > - Bold;
< a href="LINK"> Nome do link < / a > Links.

ありがとう! ♥