Vem miga!: Um pouco sobre amizades femininas



Yaaay, mais um post da Usagi, mas dessa vez não tão amargo quanto eu costumo ser. haeioaehioa
Enfim, desde que o recrutamento começou, eu entrei em contato com as meninas e comecei a conhecer um pouco mais delas. É muito bom estar num ambiente cheio de meninas de diferentes idades e ver que mesmo assim, temos muitas coisas em comum. Sendo mulher, eu percebo que constantemente somos jogadas uma contra a outra, por um motivo que não fica muito claro. Mas de uma forma geral, as mulheres tendem a silenciosamente competir por... atenção talvez? Ou ser a mais bonita? Não sei dizer. Eu nunca tinha parado pra pensar nisso.
Mas é comum que quando você é mulher e está num ambiente com outros homens e uma outra mulher chega, automaticamente é como se os homens olhassem pra você "olha, você não é mais a única". Por que rola isso? Por que temos que ser as únicas e as melhores e mais especiais?




Já tem um tempo que eu tenho praticado a sororidade. Eu tento me conectar com as mulheres mais do que com os homens e é meio difícil as vezes. Mas é engraçado por que o meu relacionamento mais duradouro é com uma mulher. Minha melhor amiga atualmente é uma amizade que eu comecei na quinta-série e dura até hoje, ela nem mora mais na mesma cidade que eu, porém nos falamos todo dia, quase o tempo todo.

Recentemente, o comentário da cantora Anitta jogou na roda o assunto de sororidade e competição entre mulheres. Por que quando a Pitty discordou dela todo mundo entendeu que as duas eram inimigas?



Miga, assim não dá pra te defender.

Mais tarde no twitter as duas esclareceram a situação e comentaram que conversaram mais sobre o assunto nos bastidores. 

Parece que toda vez que duas mulheres conversam e o assunto não é cheio de floreios e de corações, todo mundo em volta fica com aquela sensação de que elas são inimigas. Pra não falar que a situação Pitty e Anitta surgiu apenas por que elas são famosas, vamos a um exemplo mais simples. Eu postei num grupo de jogos a respeito de uma pessoa que estava entrando em contato com as meninas e tentando se passar por um adm do grupo. Nesse post, uma menina chegou e fez um comentário ácido sobre eu ser "cabeçuda" por dar trela pra essa pessoa. Com calma, eu disse "mana, vou explicar bem devagar pra você entender", quem me conhece sabe que isso é algo que eu diria pra qualquer um e que não quer dizer em momento nenhum que eu estou irritada. Eu expliquei o porquê eu continuei conversando com o tal fake e ela entendeu. O assunto se encerrou aí. Porém minha caixa de mensagens no facebook lotou de gente perguntando sobre a ~~briga~~. BRIGA? Peraí, então eu responder um comentário direcionado a mim agora é brigar? E se tivesse sido um cara que estava falando comigo? Seria considerado briga também? Será que os meus amigos iriam vir me perguntar sobre a ~~briga~~ no meu inbox se fosse um homem?

Desde pequenas nós somos compelidas a nos comparar com outras mulheres. Essa coisa está sempre lá e a gente nem nota. Como por exemplo na quarta série fazem uma brincadeira onde você responde um caderno anonimamente com várias perguntas, algumas bobas, como seu aniversário ou quem é seu melhor amigo. Também nunca falta a pergunta sobre quem você gosta na sala e quem você acha mais bonito e mais feio. Eu me lembro que eu ficava morrendo de medo de aparecer nessa lista da mais feia. Imagina, alguém dizer que eu sou feia? Pra uma menina de 10, 11 anos é muito. E aí olhando o caderninho você começa a se comparar com suas colegas de sala, pensando "não, ela não é mais bonita que eu, mas ela só apareceu uma vez nessa lista e eu apareci duas".
Uma outra vez, um colega de sala levou uma fita métrica na sala (SIM, PASMEM) e começou a medir as meninas. Ficaram comparando quem tinha a coxa maior, etc.
Agora com o Facebook e com o instagram, comparamos likes. Queremos ser sempre melhores, mas não uma versão melhor de nós mesmos, queremos ser melhores que as outras. Uma menina faz um cosplay, um tempo depois a outra faz também. "Ah, ela me copiou. Aposto." é uma frase normal de se ouvir por aí.

E eu continuo me perguntando por que nós competimos? Por que nos vemos dessa forma?
O que a gente ganha aparecendo na listinha da mais bonita da sala mais vezes?

É, migas.
Nada.

A gente não ganha porcaria nenhuma. Então por que continuamos fazendo isso?

Como eu disse no começo do texto, eu recentemente tive mais contato com mulheres. E eu percebi que de uma forma maluca, nós ansiamos em conhecer outras mulheres com os mesmos gostos que a gente. Quando eu juntei algumas meninas do grupo de jogos num único chat, todas começaram a conversar e trocar ideias, surgiram convites pra jogar junto. Pessoalmente, nunca tinha jogado com outras mulheres. Não do tipo "vem miga, vamos jogar". Jogamos Left 4 Dead 2. Foi uma partida MUITO legal. Sério, a melhor partida que eu joguei. Nós rimos muito. Eu já tinha jogado algumas outras vezes com equipes só de homens, amigos do meu ex namorado. Era engraçado, mas não como jogar com outras mulheres. Fizemos várias piadas e nos ajudamos muito. (eu capotava o tempo todo, claro)




@edit 14/12/2014: gent a agean não é lerda tá? ela mora no meu corassa1. 

Era uma dinâmica diferente do que eu estava acostumada. No meio de homens minhas piadas com referências a RuPaul's Drag Race, Narcisa Tamborindeguy ou d1v4s d0 p0p não funcionam. Então é legal uma vez na vida estar no meio de pessoas com as quais você consegue falar abertamente e ser entendida.

O que eu estou querendo dizer é que nós somos compelidas a acreditar que mulheres não podem ter uma amizade verdadeira, ou que a grande maioria das mulheres a nossa volta não gosta da gente. E não é bem assim. 

Quando ambas as partes estão abertas a se conhecer, você percebe que não precisa temer ser outshinneada por outra mulher.
Tem coisas que é muito mais fácil de uma outra mulher entender do que um homem. Quem nunca pediu absorvente pra uma mulher com quem você não tinha muita proximidade e ela te ajudou com um sorriso cúmplice de quem sabe bem como é passar por isso?

Então é isso aí, manas. Fica aí a minha sugestão. Da próxima vez que vocês virem uma mulher, tentem olhar para ela não como uma competidora ou uma inimiga. Vocês vão ver como isso muda completamente a dinâmica da convivência de vocês. 




Juntas somos mais fortes.




Muitos beijos,

Gleice F.

A.K.A うさぎQUEEN. 24 anos, estudante de Gestão Empresarial. Fã de mahou shoujo, rap e jogos indies.

8 comentários:

  1. *Chora* EU TE AMO MOLHER .Q Eu tenho certa dificuldade em ter amizade com mulheres, tanto que hoje em dia eu considero apenas 3. QUEEN (minha DragDiva), Kurai (Meu gato de estimação) e Tais (passamos por altos e baixos mas estamos vivas .q)

    ResponderExcluir
  2. Oii^___^
    Eu tive dificuldades, mas tenho mais amiga mulher do que homens, até porque eu tenho vergonha de falar com homens >__< tanto que a minha amizade com homens geralmente começa via internet
    Eu estudei o ensino médio em escola técnica, como eu fazia secretariado na minha sala só tinha mulher kkk era hilário, uma gritava para a sala toda escutar se alguém tinha absorvente na maior naturalidade ou uma perguntava p/ outra se tinha algo na bunda xDD Já no último ano da escola eu era a nerdona da sala e competia com a minha amiga em notas, só que era algo saudável xD
    Outra coisa é que eu já tou cansada de ler a palavra "recalque" nas redes sociais pqp ç____ç a cada 2 publicações no meu facebook 3 tem a palavra "recalque"
    Tadinha da Anitta, até fiquei com pena dela .-. tão zoando ela que só xD

    Até ^___^ /

    Último post: Especial Hyuuga
    Blog:ShyandBrave

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que lindo! É bom saber que você está cercada de mulheres, eu queria ter essa sorte. aehaeiheaoi
      Realmente, e o engraçado é que a definição de recalque no dicionário é "sentir-se ameaçado", ou seja né, reforça a ideia de que a mulher se sente ameaçada a perder algo (???) pra outra, nada a ver. ):

      Obrigada por sempre comentar aqui, Bea, você é um amor. <3 <3 <3

      Excluir
  3. Oi Usagi o/

    Poxa, essa postagem.... Eu tiro meu chapéu por vc.
    Olha primeira pessoa a falar sobre esse assunto que muitas mulheres devem parar para pensar.
    E como vc escreveu na postagem, vejo muitas mulheres que já na primeira vista se joga como sua inimiga. Não são todas, mas existem muitas mulheres que são assim e nunca conseguia compreender qual é a necessidade de ficar santo dia tentando ser superior a outras.

    Enfim, muito boa a sua sugestão!

    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente é meio que criada assim né, o ambiente força a gente a sentir que tem que competir com a outra. Tem gente que é naturalmente competitivo, mas quando se trata de assuntos femininos... nossa, chega a outro nível.

      Excluir
  4. Demorei mas cheguei, nossa Queen sempre muito sabia! Também amo vocês demais meninas n___n São poucas palavras, mas vocês sabem o quanto é sincero <3

    ResponderExcluir
  5. Primeira vez que eu venho no blog e já me apaixonei <3
    Esse tema de amizade feminina é algo que as mulheres quase nunca pensam. Eu sempre fui insegura com essa coisa de me abrir pra uma amiga porque sempre tive a dúvida de "Será que elas vão guardar segredo?", e por isso sempre fui um pouco fechada. Com o tempo, descobri que tinha outras garotas na minha classe com a mesma dúvida, e ficamos amigas assim. Se as mulheres parassem para pensar, iriam ver que não estão sozinhas. Juntas somos mais fortes <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAH, que fofa você moça. <3
      Fico feliz de ter causado boa impressão. Eu também tenho dificuldade em me abrir. Muitos ex amigos e ex namorados tem esse costume de sair falando tudo que foi dito intimamente e por isso me reservo mais.
      Mas você não precisa realmente ser melhor amiga da moça da sua sala de aula, por exemplo, mas você pode ser colega dela e agir de forma amigável com ela. Todo mundo sai ganhando. Por que confiar mesmo, é difícil até pra mim. ):

      Excluir

O Otome TeaTime agradece sua visita! Não se esqueça de deixar um comentário falando o que achou, nós respondemos os comentários sempre que possível.

Você pode usar as seguintes formatações sem os espaços:
< i > Texto < / i > - Itálico;
< b > Texto < / b > - Bold;
< a href="LINK"> Nome do link < / a > Links.

ありがとう! ♥