Mythbuster Nipônico! Nani!?


Tal qual o programa do qual eu me baseei o nome para a nova coluna, essa sessão se trata de basicamente desvendar alguns mitos sobre a cultura japonesa! Sendo o Japão um país que está tão em evidência ultimamente, e ao mesmo tempo temos uma "longa história" com ele, naturalmente algumas "histórias pra boi dormir" vão surgindo. E aproveitando que tenho a experiência de ter morado lá por um tempo, e também de ter como consultora especial minha professora de japonês - que veio de lá especialmente para dar aula - vou revelar algumas das principais lorotas que são contadas por aí...

E pra começar bem, vamos aproveitar que hoje é Dia do Professor (15/10/12) e falar sobre uma curiosa frase que circula pelo Facebook (um dos maiores propagadores de Mitos) a um certo tempo:

Essa frase também pode aparecer acompanhada de alguma outra imagem de fundo, ou qualquer outra variação possível 




Apesar de ser uma bela mostra de valorização de um profissional importante para a construção de um país, essa informação é FALSA! Para solucionar isso eu consultei minha professora, que não só veio do Japão recentemente, como também tem uma boa gama de conhecimentos sobre costumes e curiosidades japonesas. E só para adicionar, ela ao ouvir falar sobre isso inclusive achou engraçado que tal boato tenha se espalhado.

São vários os motivos que, pra quem entende um pouco melhor como a sociedade japonesa funciona, evidenciam a falsidade dessa informação:

Uma das principais é em relação ao ato de se "curvar", é um sinal de extremo respeito e também de cumprimento, se curvar para o imperador, para seu chefe ou mesmo para seu vizinho não significa que você é menor que ele. Em algumas situações é considerado até mesmo como nosso aperto de mão, ou então um sinal de que está profundamente agradecido.

E o mais importante, sobre o modo como os japoneses veem seu Imperador e a família imperial. Muitos ainda tem a visão antiga dos japoneses em relação a isso. Mesmo que ainda hoje todos os protocolos de sinal de respeito entre outras coisas sejam seguidos em relação ao Imperador, os japoneses os veem mais como uma "celebridade" e não mais como um "Deus" como era antigamente.

Bem, espero que tenha sido de agrado essa pequena matéria, é em breve trarei algo que não é bem um mito, e sim um dos maiores erros de tradução em relação ao Japão. Ah! E se tiverem alguma dúvida do gênero e querem muito desvendar, escrevam nos comentários que responderei pessoalmente, e se for algo curioso mesmo, ele pode até virar uma matéria! Gogogo Minna!

Kurai Hikari

2 comentários:

  1. Cara, eu achava que isso era verdade, cheguei a publicar no meu mural =(
    Se bem que é bom que se deixe claro que lá fora o professor é mais bem valorizado, não só financeiramente, mas se apresentando como "professor" é respeitado até mesmo por autoridades (Segundo um primo meu em alguns aeroportos).

    Mas enfim, gostei muito mesmo do post, nesse mundo globalizado é sempre bom saber o que é verdade e mentira xD

    ResponderExcluir
  2. Falei para todos que isso era verdade, mais agora foi, muito legal o post.
    Adorei este blog nunca tinha achado um assim muito kawaii ele.

    ResponderExcluir

O Otome TeaTime agradece sua visita! Não se esqueça de deixar um comentário falando o que achou, nós respondemos os comentários sempre que possível.

Você pode usar as seguintes formatações sem os espaços:
< i > Texto < / i > - Itálico;
< b > Texto < / b > - Bold;
< a href="LINK"> Nome do link < / a > Links.

ありがとう! ♥